Ataques com carros bomba matam 54 pessoas na Síria

Ataques simultâneos realizados com dois carros-bomba na cidade síria de Jaramana, de maioria cristã e drusa, mataram mais de 50 pessoas e deixaram dezenas de feridos nesta quarta-feira, segundo informaram o Observatório Sírio de Direitos Humanos e a agência de notícias estatal.

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2012 | 12h57

O número de mortos foi crescendo ao longo do dia e chegou a 54, segundo a última informação divulgada pelo grupo de direitos humanos. Mais de 120 pessoas ficaram feridas.

Moradores disseram que a série de explosões aconteceu durante a manhã (horário local). Jaramana é próxima à capital, Damasco, onde uma milícia a favor do regime mantém grupos armados para defender a cidade contra os rebeldes.

Jaramana foi alvo de quatro bombas desse tipo nos últimos três meses, devido à sua maioria de cristão e drusos, que são minoria na Síria. Os confrontos no país eclodiram em março de 2011, com protestos pacíficos motivados pela Primavera Árabe, que se desenvolveram para uma guerra civil contra o governo.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.