Ataques com explosivos matam 27 pessoas no Iraque

Ataques com explosivos atingiram um mercado lotado e redutos de uma milícia xiita ao norte da capital do Iraque neste sábado, matando 27 pessoas, disseram as autoridades.

AE, Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2015 | 12h33

As primeiras bombas explodiram perto do mercado na cidade de Balad Ruz, a 70 quilômetros nordeste de Bagdá, tirando a vida de 11 pessoas e ferindo outras 50. Em seguida, um carro-bomba atacou um posto de controle controlado por milicianos xiitas perto da cidade de Samarra, quando oito combatentes xiitas foram mortos e 15 ficaram feridos. Em uma terceira ofensiva, outro posto xiita foi explodido, com a morte de mais oito pessoas.

Samarra e arredores têm permanecido sob constantes ataques do Estado Islâmico, mas nenhum grupo reivindicou ainda a responsabilidade pelos ataques.

Enquanto isso, em Bagdá, o premiê iraquiano, Haider al-Abadi, prometeu perseguir e punir os criminosos que quebraram artefatos antigos raros no norte da cidade de Mosul. Na quinta-feira, o Estado Islâmico divulgou um vídeo que mostrava militantes usando marretas para destruir as estátuas, descrevendo-as como ídolos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.