Ataques com mísseis deixam 12 mortos no Paquistão

Mísseis aparentemente lançados pelos Estados Unidos atingiram hoje uma vila no noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão. O ataque deixou pelo menos 12 pessoas mortas, incluindo vários militantes estrangeiros, segundo funcionários paquistaneses do setor de inteligência. Segundo eles, pelo menos dois mísseis atingiram a vila de Ghari Wam, no Waziristão do Norte, região tribal e bastião de rebeldes suspeitos de lançar ataques contra as tropas estrangeiras no Afeganistão.Dois dos funcionários colocaram o número de mortos em 12, vários deles militantes estrangeiros. A identidade das vítimas não foi confirmada. Outro funcionário afirmou que morreram 13 pessoas, dez delas militantes.Os Estados Unidos lançaram uma série de ataques cruzando a fronteira entre Afeganistão e Paquistão nos últimos dois meses. Houve um aumento da violência no noroeste paquistanês, que inclui uma ofensiva do Exército local contra militantes da Al-Qaeda e do Taleban e uma onda de atentados suicidas.Peshawar - Em outro incidente, o jornalista japonês Motoki Yotsukura, do jornal Asahi, foi ferido na cidade de Peshawar, no noroeste do país. Ele foi ferido na perna. A polícia considera que o caso pode ser tanto uma tentativa de seqüestro quanto de assassinato. O caso é o último de uma série de investidas contra estrangeiros no país. Ontem um diplomata iraniano foi seqüestrado no local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.