Ataques com morteiros deixam dez mortos em Mogadíscio

A capital da Somália foi alvo de vários ataques de morteiros nesta terça-feira, 20, causando a morte de pelo menos dez pessoas em um dos mais intensos bombardeios desde que um movimento islâmico foi expulso de Mogadíscio no mês passado. O palácio presidencial, Villa Somalia, e o quartel-general da defesa costeira estavam entre os alvos dos ataques. "Eles nos atacaram com foguetes e um morteiro. Por sorte ninguém ficou ferido", disse um soldado que estava em Villa Somalia durante o ataque, pedindo para não ser identificado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.