Ataques coordenados matam 5 e ferem 21

Três ataques suicidas coordenados provocaram ontem a morte de cinco pessoas, deixando outras 21 feridas, numa área de edifícios governamentais no centro da capital, Cabul. Testemunhas disseram que os suicidas se disfarçaram de policiais e detonaram os explosivos no momento em que os funcionários do Ministério da Informação e Cultura entravam no edifício para iniciar o expediente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.