Ataques da coalizão internacional atingem grupo ligado à Al-Qaeda

Bombardeios que têm como alvo pontos do EI acertaram focos da Frente al-Nusra na Síria 

O Estado de S. Paulo

06 de novembro de 2014 | 11h56

AMÃ - Ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos para combater o Estado Islâmico (EI) atingiram durante a noite de quarta-feira alvos do grupo Frente al-Nusra, ligado à Al-Qaeda, no noroeste da Síria, informou uma organização que monitora a violência na guerra civil síria.

Segundo o Observatório Sírio para Direitos Humanos, os ataques aéreos atingiram um escritório e um veículo usados pela Frente al-Nusra em Idlib, província onde na semana passada o grupo derrotou rebeldes sírios apoiados pelo Ocidente. Nesses bombardeios, pelo menos dois menores morreram e várias pessoas ficaram feridas.

O Observatório também relatou o primeiro ataque contra o Ahrar al-Sham, outro grupo islamita linha dura, parte da maior aliança rebelde islamita da Síria, a Frente Islâmica, que lutou junto com a Frente al-Nusra contra as forças do regime de Bashar Assad e o EI. Os aviões bombardearam uma base do grupo em Babisqa, próxima à passagem de fronteira de Bab Al-Hawa.

Os combatentes deixaram suas bases em Idlib diante da possibilidade de novos bombardeios da coalizão. Na última semana, a Frente al-Nusra avançou nessa província e controla agora a área de Jabal al-Zawiya, após enfrentar rebeldes moderados do Exército Sírio Livre. /EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Frente al-NusraSíriaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.