Ataques de aviões não tripulados matam 13 no Paquistão

O norte do Paquistão foi alvo de uma série de ataques com aviões teleguiados, os quais mataram 13 pessoas em três ataques separados no fim de semana, disseram autoridades e testemunhas neste domingo.

Reuters

19 de agosto de 2012 | 11h22

Os ataques ocorreram num momento em que os paquistaneses celebravam o festival muçulmano Eid al-Fitr, que marca o fim do mês sagrado do Ramadã.

Um drone matou cinco pessoas e feriu duas no Waziristão do Norte logo no começo da manhã deste domingo, disse um funcionário do setor de inteligência. Ele afirmou que o número de mortos é baseado em conversas de militantes interceptadas.

Mais tarde, um outro avião não-tripulado matou duas pessoas e feriu outras duas perto do local do ataque anterior, segundo dois funcionários do setor de inteligência.

No sábado um bombardeio de um avião teleguiado matou seis pessoas e feriu duas. Os mortos eram membros do grupo Taliban e combatentes da província de Punjab, no sul do país, de acordo com autoridades da área de segurança e uma fonte de uma tribo local.

O uso dos aviões não-tripulados provoca controvérsia no Paquistão, onde muitos políticos os condenam, por considerar que se trata de violação da soberania do país. Mas os Estados Unidos veem o uso desses aparelhos como uma ferramenta essencial no combate ao terrorismo.

(Reportagem de Haji Mujtaba)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOATAQUESDRONES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.