Hani Mohammed/ AP
Hani Mohammed/ AP

Ataques de coalizão liderada pela Arábia Saudita matam ao menos 50 pessoas no Iêmen

Mísseis atingiram complexo controlado pelos rebeldes houthis e uma casa em Sanaa

O Estado de S. Paulo

21 Setembro 2015 | 21h25

SANAA - Ataques aéreos conduzidos por uma coalizão liderada pela Arábia Saudita mataram 50 pessoas ao atingir um complexo de segurança controlado pelo grupo xiita Houthi no norte e uma casa em Sanaa, disseram autoridades e fontes médicas, numa intensificação de uma campanha militar que tem causado um número cada vez maior de vítimas civis.

Paralelamente, forças do Golfo Árabe e apoiadores do presidente iemenita exilado, Abd-Rabbu Mansour Hadi, parecem ter feito pouco progresso em uma ofensiva terrestre na região desértica central do país contra forças houthis que controlam a capital Sanaa, cerca de 120 km quilômetros a oeste da frente de batalha.

A coalizão iniciou sua intervenção no Iêmen em março, tendo como objetivo restituir Hadi ao poder após ele ter fugido para a Arábia Saudita quando os houthis, apoiados por simpatizantes do ex-presidente Ali Abdullah Saleh, assumiram o controle da cidade de Áden, último refúgio do governo no sul do país.

Um caça da coalizão lançou um míssil, nesta segunda-feira, contra o quartel-general da polícia no distrito de Shaghadreh, na Província de Hajjah, no norte do país e a noroeste de Sanaa, que se encontra sob o controle dos houthis, apoiados pelo Irã, disseram autoridades regionais.

Um segundo míssil atingiu um complexo no momento em que equipes de resgate e moradores chegavam ao lugar, deixando ao menos 30 mortos, de acordo com médicos locais.

Mais cedo, aviões de guerra da coalizão bombardearam uma fábrica de cimento em Ibs, outro distrito de Hajjah. Autoridades locais disseram que o ataque ocorreu antes que os funcionários chegassem para o trabalho, mas três pastores que se encontravam nas imediações morreram.

Em Sanaa, moradores e médicos disseram que ao menos 18 integrantes de uma mesma família foram mortos quando um míssil disparado por um avião atingiu sua casa no bairro de Al Hasabah. Vizinhos disseram que os mísseis foram aparentemente lançados contra uma residência próxima, ocupada por membros do grupo Houthi.

Duas outras pessoas morreram em um outro ataque contra uma terceira casa na mesma área, disseram membros das equipes de resgate.

Em Taiz, no centro do país, moradores disseram que oito pessoas foram mortas em um ataque de granada de morteiro lançado pelos houthis contra um bairro da cidade controlado por apoiadores de Hadi. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Iêmen ataques coalizão Arábia Saudita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.