Ataques de homens-bomba matam 45 pessoas no sul de Bagdá

Dois homens-bomba mataram ao menos 45 pessoas e feriram ouras 150 nesta quinta-feira em um mercado ao ar livre em uma cidade xiita ao sul de Bagdá. Segundo a polícia, que informou sobre o ataque, o local estava lotado no momento do incidente.Os suicidas entraram no mercado de Maktabat, no centro de Hillah, por volta das 6 horas da tarde, horário em que civis compravam comida para a refeição noturna. A polícia deteve um dos homens, por achá-lo suspeito, mas ele explodiu as bombas que levava. Em seguida, seu companheiro causou a segunda explosão.Hillah foi cenário de um dos mais mortais ataques na Guerra do Iraque, quando um carro-bomba matou 125 pessoas em fevereiro de 2005.As 45 mortes causadas pelas explosões somam-se às outras 17 já registradas nesta quinta-feira em ataques contra alvos xiitas e sunitas em Bagdá. No bairro bagdali de Karrada, seis pessoas morreram na explosão de um microônibus. Mortes em janeiro no IraqueEm janeiro, 1.990 civis foram mortos em atentados, segundo afirmou um funcionário do Ministério da Saúde do Iraque, mais que o triplo das mortes de civis registradas no mesmo período de 2006, que chegaram a 548.O funcionário, que não quis ser identificado, disse que 1.936 civis foram feridos durante os confrontos, de acordo com relatórios e compilações feitos pela rede nacional de necrotérios e hospitais.Dados do Ministério de Defesa e do Interior mostraram que 100 soldados das Forças de Segurança foram mortos em janeiro, ante 593 mortes de insurgentes e a detenção de 1.926 terroristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.