Ataques de rebeldes deixam dois mortos

Dois funcionários do conglomerado americano Freeport que trabalhavam no complexo de exploração de minas da empresa na Indonésia foram mortos no fim de semana em emboscadas atribuídas a rebeldes separatistas do Movimento Papua Livre (OPM). O grupo vem lutando para conseguir a independência do governo central desde os anos 70. Três ataques do movimento deixaram pelo menos outras sete pessoas feridas. A polícia investiga os atentados, mas ainda não fez nenhuma prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.