Damon Winter/The New York Times via AP
Damon Winter/The New York Times via AP

Ataques de Trump à imprensa são perigosos, diz editor do 'NYT'

Reunião entre Trump e A. G. Sulzberger, que assumiu o jornal em 1.º de janeiro, aconteceu em 20 de julho, após pedido da Casa Branca

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2018 | 22h17

O editor do jornal The New York Times advertiu o presidente Donald Trump, em uma reunião na Casa Branca, que seus crescentes ataques aos veículos de comunicação são “incendiários”, “perigosos” e “nocivos” aos EUA.

A reunião entre Trump e A. G. Sulzberger, que assumiu o jornal em 1.º de janeiro, aconteceu em 20 de julho, após pedido da Casa Branca. A sessão, da qual também participou o editor de editorial do NYT, James Bennet, foi mantida em segredo até Trump torná-la pública em um tuíte neste domingo, 29.

+ Trump reforça discurso anti-imigração e ameaça parar governo se democratas não financiarem muro

“Tive uma reunião muito boa e interessante na Casa Branca com A. G. Sulzberger, editor do New York Times”, tuitou Trump. “Passamos muito tempo falando sobre a grande quantidade de notícias falsas publicadas pela imprensa e como as ‘Fake News’ se tornaram ‘Inimigas do Povo’. Triste!”, acrescentou.

Em comunicado divulgado pelo NYT, Sulzberger descreveu o que pareceu ser um encontro incomumente duro e contundente com Trump. “Disse diretamente ao presidente que acredito que sua linguagem não apenas é divisiva, mas que é cada vez mais perigosa”, relatou Sulzberger.

A conversa aconteceu em um momento de alta tensão entre Trump e a imprensa americana, com o presidente denunciando regularmente notícias críticas como “notícias falsas” (“fake news”).

“Disse-lhe que, embora a frase ‘fake news’ não seja correta e seja prejudicial, me preocupa muito mais que se rotule os jornalistas como ‘o inimigo do povo’. Adverti que essa linguagem incendiária contribui para um aumento das ameaças aos jornalistas e levará à violência”, acrescentou o editor.

Não está claro se o encontro entre Trump e Sulzberger levará a uma melhor relação entre a Casa Branca e a imprensa. A esse respeito, um ex-editor do NYT recomendou nas redes sociais: “Não tenham grandes expectativas”. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.