Ataques deixam 16 mortos no Iraque

Uma série de ataques no Iraque, incluindo um tiroteio em um posto de checagem de segurança e a explosão de um carro-bomba, matou 16 pessoas e destruiu uma ponte neste domingo, disseram autoridades.

Agência Estado

30 de março de 2014 | 12h57

Oficiais da polícia afirmaram que o ataque mais mortal ocorreu quando atacantes dispararam tiros contra um grupo de soldados em um posto de checagem, neste domingo, perto da cidade de Mosul, localizada a 360 quilômetros ao norte de Bagdá. A polícia afirmou que sete soldados foram mortos no ataque.

Horas mais tarde, um homem acionou um carro com explosivo na ponte Al-Houz, perto da cidade de Al-Ramadi, matando cinco pessoas e ferindo sete. A polícia disse que partes da ponte caíram no rio Eufrates. Ramadi fica a 115 quilômetros de Bagdá.

Confrontos violentos entre forças de segurança do governo e milícias tribais sunitas aliadas e coalizão de insurgentes estão ocorrendo na Província de Anbar, desde dezembro do ano passado.

Uma bomba explodiu na entrada de um mercado, deixando quatro pessoas mortas e nove feridos em subúrbio Youssifiyah, no sul de Bagdá, afirmou a polícia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.