Ataques deixam 31 iraquianos mortos ao nordeste de Bagdá

Uma série de ataques lançados por centenas de insurgentes contra alvos das forças de segurança deixaram trinta e um iraquianos mortos, disse nesta sexta-feira o comando americano. Nos ataques, perpetrados a partir da tarde desta quinta-feira contra postos de controle do exército e da polícia em duas localidades próximas à cidade de Baquba, cerca de 65 quilômetros ao nordeste de Bagdá, perderam a vida 21 rebeldes, sete soldados, um agente de segurança e dois civis. Em um ataque de aproximadamente 500 insurgentes contra a delegacia de Bohrez e cinco pontos de inspeção, morreram 17 rebeldes, um soldado e um policial, afirma em comunicado o comando. Ainda nos enfrentamentos de Bohrez, quatro agentes de segurança e dois militares ficaram feridos, e 28 rebeldes foram detidos na reação das tropas iraquianas. Paralelamente, em uma série de ataques lançados por cerca de 100 insurgentes contra posições da III Brigada do Exército iraquiano na localidade de Deli Abbas, perto de Bohrez, perderam a vida seis militares, quatro rebeldes e dois civis. Os ataques em Deli Abbas deixaram ainda oito soldados e quatro civis feridos. Quinze insurgentes foram presos, acrescentou o comando americano. Após os incidentes, as autoridades da província de Diala decretaram o toque de recolher noturno nas regiões atacadas, e aumentaram a vigilância, com o apoio das forças americanas, em torno das principais instituições de Baquba, capital regional. Habitada por uma população majoritariamente composta por árabes sunitas e xiitas, mas também por uma minoria curda, Diala é uma província onde a resistência contra as autoridades iraquianas e as tropas da coalizão liderada pelos EUA se mostra muito ativa.

Agencia Estado,

28 Abril 2006 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.