Ataques do Boko Haram deixam 48 mortos na Nigéria

Militantes do grupo extremista islâmico Boko Haram atacaram três vilas na Nigéria, causando a morte de 48 pessoas. Uma das vilas é próxima à cidade de Chibok, onde mais de 300 estudantes adolescentes foram sequestradas no mês passado.

AE, Agência Estado

21 Maio 2014 | 13h22

Os relatos foram feitos por moradores da região e foram confirmados por autoridades que falaram em condição de anonimato por não estarem autorizadas a dar informações à imprensa. Os ataques ocorreram entre a noite de ontem e a manhã de hoje.

O morador Apagu Maidaga, da vila de Alagarno, disse que os moradores se esconderam em matagais quando ocorreu o ataque e ficaram observando enquanto extremistas incendiavam suas casas.

"Nós vimos nossa aldeia em chamas enquanto nos escondíamos no mato esperando pelo amanhecer; perdemos tudo", disse Maidaga à Associated Press por meio de uma ligação telefônica. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Nigéria violência Boko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.