Ataques do Boko Haram deixam 5 mortos no norte de Camarões

Desde a sua aparição há oito anos na Nigéria, o grupo jihadista causou a morte de pelo menos 20 mil pessoas

EFE

24 Fevereiro 2018 | 12h47

YAOUNDÉ  - Cinco civis morreram hoje em ataques atribuídos ao grupo jihadista Boko Haram nas áreas de Bourvare e Goumouldi, no norte de Camarões, segundo fontes das forças de segurança da região.

Os extremistas entraram na área no início da manhã, dispararam contra as vítimas e destruíram casas.

Este ataque se soma a vários outros cometidos nesta semana na região, com um saldo de cerca de 20 civis mortos até o momento, de acordo com a contagem da mídia local.

+++ Boko Haram divulga vídeo no qual mostra garotas supostamente sequestradas em 2014

Isso colocaria o número de vítimas fatais em aproximadamente 50 pessoas somente este ano.

Boko Haram, o que significa em línguas locais "educação não islâmica é pecado", luta para impor um Estado islâmico na Nigéria e procura converter a área do Lago Chade em seu novo bastião.

+++ Bombardeio fere líder do grupo extremista Boko Haram

Desde a sua aparição há oito anos na Nigéria, de onde lançou ataques contra países fronteiriços, o grupo jihadista causou a morte de pelo menos 20 mil pessoas.

Nos Camarões, os assassinatos nestes anos somaram 3 mil e existem mais de 150 mil pessoas refugiadas internamente.

Para lutar contra o grupo jihadista, Camarões, que tem o apoio da força multinacional da União Africana, enviou quase 14 mil soldados na área. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.