Ataques do Hezbollah matam sete soldados israelenses no Líbano

Sete soldados israelenses morreram em ataques da milícia libanesa Hezbollah na zona fronteiriça com Israel e em uma explosão de um tanque no território do sul do Líbano, informaram as forças de segurança.As fontes acrescentaram que alguns soldados morreram após a explosão de um tanque israelense que ativou uma mina colocada pelos milicianos libaneses.Fontes militares disseram que desde 2000, quando Israel se retirou do sul do Líbano, a zona fronteiriça esteve em poder do Hezbollah, que espalhou minas e explosivos de grande potência para evitar uma incursão israelense no território."Lutar contra o Hezbollah não é como lutar contra palestinos em Gaza", disseram as fontes sobre a dureza dos combates que ocorrem na região.Segundo as fontes, os demais mortos foram vítimas de um ataque com foguetes Katyusha e granadas disparadas contra uma patrulha de blindados israelenses que circulava pela manhã na zona fronteiriça entre Israel e Líbano.No mesmo ataque, os guerrilheiros do Hezbollah capturaram dois soldados, os quais são mantidos como reféns em alguma parte do Líbano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.