Ataques e explosão de mina terrestre deixam sete mortos na Rússia

Sete soldados russos morreram e nove ficaram feridos durante ataques rebeldes e a explosão de uma mina terrestre ontem na Chechênia, disseram oficiais do governo pró-Moscou.De acordo com a agência de notícias Interfax, autoridades desarmaram uma bomba, escondida dentro de uma jarra de suco, na avenida principal da capital da provícnia, Grozny, na sexta-feira. A bomba, que continha 400 gramas de explosivos e um rádio transmissor, foi localizada próximo a um ponto de ônibus, disse Ilya Shabalkin, porta-voz do centro de comando regional do Exército russo.Para Ramzan Kadyrov, filho do presidente checheno pró-Moscou, Akhmad Kadyrov, a rendição do líder separatista Aslan Maskhadov poderia enfraquecer a resistência rebelde, que tem se insurgido contra o governo russo desde 1999.Sexta-feira, Shaa Trulayev, chefe do corpo de guarda-costas de Maskhadov, se entregou às forças russas, anunciaram autoridades federais.Nas últimas 24 horas, os rebeldes atiraram 19 vezes contra alvos governamentais, matando quatro soldados e ferindo outros sete, afirmou um oficial do governo em condição de anonimato. Outros dois soldados foram mortos em combate próximo à cidade de Gekhi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.