REUTERS/Thaier Al-Sudani
REUTERS/Thaier Al-Sudani

Ataques liderados pelos EUA contra Estado Islâmico no Iraque matam ao menos 250

Se os números forem confirmados, os ataques estarão entre os mais mortais da história contra o grupo jihadista

O Estado de S. Paulo

29 Junho 2016 | 21h49

Uma aeronave da coalizão liderada pelos Estados Unidos fez uma série de ataques mortais contra o Estado Islâmico nos arredores da cidade de Fallujah nesta quarta-feira, 29, disseram autoridades dos EUA à agência Reuters, com um oficial citando estimativa preliminar de ao menos 250 combatentes mortos e cerca de 40 veículos destruídos.

Se os números forem confirmados, os ataques estarão entre os mais mortais da história contra o grupo jihadista. Os oficiais falaram à Reuters sobre a operação em condição de anonimato e observaram que as estimativas preliminares podem mudar.

Ontem, um alto funcionário americano afirmou que Washington espera concluir a campanha militar contra o EI até meados de 2017.

No início da intervenção internacional no Iraque, em agosto de 2014, o governo do presidente Barack Obama fixou um prazo de três anos para acabar com o grupo. A operação foi ampliada à Síria em setembro do mesmo ano. / REUTERS e AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.