Ataques matam 50 pessoas na Síria

Dois carros-bomba explodiram em um bairro pró-governo na cidade de Homs nesta terça-feira e matou ao menos 36 pessoas, poucas horas depois de um dos mais mortais ataques de morteiros no coração da capital, Damasco, que vitimou 14 pessoas. Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2014 | 13h10

Um funcionário do governo sírio disse que o ataque de Homs também feriu 85 pessoas. O Observatório Sírio-Britânico para os Direitos Humanos discorda do número oficial de mortos e informou que o número e vítimas é 37, incluindo cinco crianças.

A agência estatal de notícias SANA informou que o ataque em Damasco feriu ao menos 86 pessoas, sendo um dos mais mortais desde que o conflito entre rebeldes e forças que apoiam Bashar Assad se iniciou em março de 2011.

Os ataques ocorreram um dia depois de o presidente Bashar Assad declarar sua candidatura para as eleições presidenciais de 3 de junho. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.