Ataques matam diretor de serviço secreto e mais quatro no Iraque

Pelo menos cinco pessoas, entre elas uma menina e um diretor dos serviços secretos iraquianos, morreram nesta quarta-feira em dois atentados cometidos no sul e no norte do Iraque, segundo a polícia local.O canal de televisão por satélite iraquiano Al-Sharqiya informou que Ali al-Tamimi, diretor dos Serviços de Inteligência da Polícia Criminal da província de Maisun (sul), morreu junto a seu motorista e dois de seus guarda-costas na explosão de uma bomba.A explosão ocorreu às 7h45 (1h45 em Brasília) na passagem do comboio de Tamimi pelo sul da cidade de Amara, ao sul de Bagdá.Em outro incidente, uma menina morreu quando um grupo de insurgentes dinamitou uma casa que estava vazia na localidade de Tal Afar, a noroeste de Bagdá, segundo fontes policiais. No momento da detonação, a menina estava em uma casa próxima com outras quatro mulheres, que ficaram feridas.Em um atentado separado, um carro-bomba explodiu nesta quarta-feira perto de um edifício vinculado ao ministério da Educação Superior e Estudos Científicos em Bagdá e deixou cinco feridos, segundo fontes do Ministério do Interior.Outros dois iraquianos ficaram feridos na explosão de uma bomba na passagem de um comboio do Exército americano na praça de Maisun, no oeste da capital.Na terça-feira à noite, dois policiais das forças especiais iraquianas morreram e outros três ficaram feridos durante uma operação realizada contra um apartamento de supostos terroristas em Basra, ao sul de Bagdá.Fontes policiais iraquianas informaram nesta quarta-feira que os policiais morreram nos choques travados com membros de um grupo especializado em seqüestros e assassinatos no bairro de Al Hariza, no norte de Basra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.