Ataques matam dois soldados da Otan no Afeganistão

Dois membros das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) morreram hoje em ataques separados no sul do Afeganistão, segundo a coalizão internacional. A Otan não informou a nacionalidade das vítimas nem a localização exata dos ataques. Uma das baixas ocorreu durante um ataque insurgente e outra, por causa de uma bomba escondida em uma estrada.

AE-AP, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 12h13

A violência no sul afegão aumentou nos últimos meses, à medida que as forças afegãs e da Otan tentam controlar o enclave do Taleban de Kandahar. Este foi o ano com mais baixas para as forças internacionais na guerra de nove anos no Afeganistão. Pelo menos 46 membros das forças da Otan morreram este mês e mais de 2 mil morreram desde a invasão de 2001, comandada pelos Estados Unidos.

Também foram divulgadas informações sobre dois comandantes do Taleban mortos em incidentes separados. Ontem, um ataque da Otan matou um líder do grupo no distrito de Nad Ali, na província de Helmand, sul do país. As forças da Otan mataram ainda um comandante do Taleban no domingo, no vale do Rio Pech, na província de Kunar, perto da fronteira com o Paquistão, informou a Otan em comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoataquesoldadosOtanmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.