Ataques na capital afegã deixam 16 mortos e 32 feridos

Dezesseis pessoas, incluindo estrangeiros e três oficiais de polícia, morreram hoje em ataques coordenados no centro de Cabul, informou o Ministério do Interior afegão. Um porta-voz disse que, além dos 16 mortos, pelo menos 32 pessoas ficaram feridas nos ataques realizados durante a madrugada.

AE, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2010 | 09h42

O porta-voz afirmou que há um italiano entre as vítimas, informação confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores da Itália. Em Paris, o Ministério das Relações Exteriores disse que há um francês entre os mortos. Um médico do Exército afegão afirmou ainda que pelo menos um indiano também morreu. Um funcionário na embaixada indiana em Cabul disse que havia pelo menos seis pessoas entre os feridos.

Funcionários afegãos afirmaram que um carro-bomba com um suicida explodiu no ataque. Dois agressores foram mortos pela polícia antes promover outros atentados. O incidente ocorreu no centro de Cabul, perto do Hotel Park Residence, que emprega muitos indianos. A área é conhecida por seu shopping center, o City Center, popular entre os afegãos ricos.

O chefe de polícia da capital, general Abdul Rahman, disse que o italiano, que estava em um telefonema com a polícia durante o ataque, foi morto a tiros pelos militantes. Quatro outros italianos foram resgatados pelas forças afegãs durante o ataque, afirmou ele. O porta-voz do Ministério do Interior disse que havia três policiais entre os mortos e pelo menos um civil afegão. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoCabulataquesmortesferidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.