Ataques no Afeganistão deixam pelo menos dez mortos

Pelo menos dez pessoas morreram em diferentes ataques registrados neste domingo no leste do Afeganistão, informaram hoje fontes oficiais. Seis policiais afegãos, que trabalhavam com tropas dos Estados Unidos, morreram na explosão de uma bomba, ativada por controle remoto, no veículo no qual viajavam pela província de Paktia, no leste do país.Em outra explosão, dois soldados da Otan ficaram feridos na província de Zabul, região sudeste do país. Segundo informações do porta-voz da Otan, capitão Andre Salloum, quatro carros também foram atingidos no incidente.O vice-porta-voz do Ministério do Interior, Mohammad Rasa, disse que no momento do atentado os policiais afegãos se dirigiam para a sede de uma das Equipes de Reconstrução Provincial (PRT), da Força para a Assistência à Segurança (Isaf), na área de Sari Mangal, em Paktia.CivisO chefe da Polícia provincial de Laghman, Hakim Omeryar, informou neste domingo que pelo menos quatro civis morreram e outro ficou ferido no sábado em um ataque aéreo da Otan contra uma casa suspeita.Um porta-voz da Aliança Atlântica em Cabul confirmou o bombardeio contra a casa, mas negou que houvesse vítimas civis.O ano de 2006 é o mais sangrento no Afeganistão desde a queda do regime Taleban, após a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2001, com mais de 3.900 mortos, quatro vezes mais que em 2005.Embora a maior parte das vítimas fossem militantes Taleban, a violência matou cerca de mil civis.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2006 | 11h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.