Ataques no Afeganistão são atribuídos à rede Haqqani

Militante detido confessou ataque de grupo rebelde ligado ao Taleban e a Al-Qaeda

AE, Agência Estado

16 de abril de 2012 | 09h51

CABUL - A rede Haqqani, um grupo rebelde ligado ao Taleban e Al-Qaeda, foi responsável pela série de ataques simultâneos lançada ontem em diferentes pontos do Afeganistão, segundo a confissão de um militante detido, informou nesta segunda-feira um alto oficial da segurança afegã.

Os ataques, que duraram 18 horas, causaram a morte de 36 insurgentes, oito policiais e três civis, de acordo com o ministro afegão do Interior, Besmillah Mohammadi.

Embora o número de mortos tenha sido relativamente pequeno em relação a ataques anteriores, a ousadia da ofensiva, que atingiu a capital, Cabul, e pelo menos quatro províncias do país, mostrou que os militantes estão longe de serem derrotados e ainda comprometem a segurança afegã após dez anos de guerra. Sinalizou também o desafio que o governo afegão enfrentará à medida que as tropas dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) se preparam para deixar o país até o final de 2014.

As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolênciaconfissão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.