Ataques no Iraque deixam 14 pessoas mortas

Ataques no Iraque, que incluem um homem-bomba, mataram cerca de 14 pessoas neste domingo, afirmaram fontes oficiais.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2013 | 15h56

O pior ataque do dia aconteceu na cidade de Mosul, onde um homem-bomba atingiu uma patrulha do exército, matando quatro oficiais e quatro soldados. O ataque também deixou nove soldados e quatro civis feridos.

Em Bagdá, atiradores em um carro em alta velocidade abriram fogo contra um posto anti Al-Qaeda, de milicianos pró-governo sunita em Bagdá, no subúrbio de Abu Ghraib, matando quatro e ferindo três pessoas.

A milícia sunita, conhecida como Conselho do Despertar, foi formada pelas forças norte-americanas durante o auge da insurgência. Atualmente, são vistos como traidores do regime da Al-Qaeda.

Em Jihad, um atentado a bomba em um mercado ao ar livre matou dois civis e deixou mais oito feridos.

Com os ataques deste domingo, o número de mortos em dezembro chega a 490 pessoas. De acordo com estimativas das Nações Unidas, mais de 8 mil pessoas morreram desde o início do ano no Iraque. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueataquesbomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.