Ataques no Iraque deixam pelo menos 10 mortos

Pelo menos 10 pessoas, entre elas três soldados e policiais, morreram nesta sexta-feira em atentados perpetrados em diferentes áreas do Iraque, informaram fontes de segurança, que acrescentaram que os ataques deixaram 26 feridos.Os militares e agentes perderam a vida em um confronto com um grupo armado registrado às 13h (6h de Brasília) em um bairro da localidade de Al Mahmudiya, cerca de 30 quilômetros ao sudoeste da capital.Segundo as fontes, os enfrentamentos continuam na cidade, que na segunda-feira foi palco de vários atentados que deixaram mais de 40 mortos e várias lojas e carros destruídos.Em outro episódio de violência, em um bairro do sudeste de Bagdá, um civil morreu e outros três ficaram feridos na explosão de uma bomba nas imediações de uma mesquita sunita, disseram as fontes.Além disso, um grupo de homens não identificados matou a tiros um funcionário do Ministério da Educação do Iraque quando este deixava sua casa, na região de Al-Daura, no sul da capital.Em Al Miqdadiyah, cerca de 80 quilômetros ao nordeste de Bagdá, dois supostos rebeldes, duas mulheres e uma criança morreram em uma operação lançada pelas tropas americanas para capturar insurgentes, informou o comando americano.A operação, que também deixou 23 feridos, entre mulheres, crianças e rebeldes, foi levada a cabo em várias casas da localidade, diz um comunicado, que acrescenta que os insurgentes mortos e feridos colaboravam com o braço iraquiano da Al Qaeda.O Exército americano lamentou que tenha havido civis mortos e feridos na operação, o que atribuiu ao fato de os rebeldes terem usado pessoas inocente como escudo humano.Já em Faluja, as autoridades encontraram três corpos de soldados iraquianos crivados de bala, e, em Bagdá, a Polícia achou quatro corpos com marcas de tiro e sinais de tortura em diferentes regiões da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.