Ataques sectários matam ao menos 30

Ataques ao norte de Bagdá deixaram ao menos 30 mortos nos últimos dois dias, entre eles membros do Despertar, milícia sunita que combate a rede terrorista Al-Qaeda, que também segue essa vertente do Islã. Entre o domingo e ontem, oito milicianos foram retirados de suas casas na cidade de Mishahda e vilarejos do entorno para serem executados, segundo a polícia. Ontem, um suicida detonou o colete de explosivos que levava preso ao corpo em uma mesquita xiita na cidade de Muqdadiyah, matando 22 fiéis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.