Ataques suicidas do EI em posto do Exército e em delegacia do Iraque matam 8 soldados

Militantes do grupo extremista utilizaram carro-bomba e coletes explosivos em uma das ações, enquanto que homens armados atacaram outro local; Exército diz que matou seis terroristas e situação está sob controle

O Estado de S. Paulo

06 Janeiro 2017 | 09h00

BAGDÁ - Militantes do Estado Islâmico atacaram um posto avançado do Exército iraquiano e uma delegacia de polícia perto da cidade de Tikrit nesta sexta-feira, matando ao menos 8 homens do Exército e da Polícia e ferindo 12, disseram fontes militares e da polícia.

Os militantes utilizaram um carro-bomba e dois suicidas no ataque realizado pouco depois da meia-noite (horário local) contra o posto militar na cidade de Ad-Dawr, nos arredores de Tikrit, matando dois oficiais e dois soldados, de acordo com as fontes.

Separadamente, homens armados atacaram uma delegacia de polícia perto do posto militar e colocaram fogo no prédio antes de fugirem do local. Não houve vítimas nesse ataque, disseram as fontes. Além dos oito soldados, seis terroristas foram mortos.

A operação segue em andamento, embora o Exército já tenha controlado a situação. De acordo com a fonte, todos os carros usados pelos terroristas no ataque foram destruídos. Por precaução, as autoridades iraquianas impuseram um toque de recolher em Ad-Dawr. / EFE e REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Estado IslâmicoIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.