Ataques terroristas deixam pelo menos 28 mortos no Iraque

Um homem-bomba se explodiu nesta segunda-feira em meio a uma fila de pessoas que esperavam para receber pagamentos do governo iraquiano em Bagdá, matando oito e ferindo cerca de 30 pessoas, entre elas crianças, informou polícia iraquiana.O tenente da polícia Ali Abbas disse que o terrorista estava na fila e se explodiu enquanto os guardas de segurança revistavam as pessoas antes de permitir sua entrada na agência bancária. Entre os feridos havia três crianças e nove mulheres.Outras 11 mortes foram registradas em outros ataques em diversas áreas do país, incluindo cinco membros de um partido religioso xiita e quatro policiais.Um grupo de pistoleiros matou três irmãos e dois de seus filhos em um ataque numa rua de Bakuba, 56 km a nordeste de Bagdá, informou a polícia. Os cinco foram identificados como membros do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque, o principal partido político xiita do país.A explosão de uma bomba plantada em uma estrada em Iskandariya, 48 km ao sul de Bagdá, matou dois policiais e feriu um outro.Também nesta segunda-feira, de acordo com a polícia, um grupo de pistoleiros matou a tiros um policial que guardava as instalações de geração de energia próxima a um hospital do bairro de Sadr, em Bagdá.Os insurgentes atacaram também policiais de alta hierarquia na cidade de Ramadi, no oeste do país, matando o coronel Judir Abbas al-Obeidi e seqüestrando o coronel Bassem al-Hadithi.No subúrbio de Amariya, pistoleiros mataram Kadin Hussein, funcionário do Ministério do Petróleo, enquanto ele dirigia seu carro pelo bairro. Em Karmah, 80 km a oeste de Bagdá, um homem foi morto a tiros por insurgentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.