Ataques violentos no Iraque deixam 5 pessoas mortas

Bombas e tiros, incluindo ataques perto de cafés e lojas de sorvete, mataram cinco iraquianos e feriram 14 na capital do Iraque, Bagdá, e em uma cidade no oeste do país, informaram autoridades.

AE, Agência Estado

13 de agosto de 2011 | 16h27

A explosão de uma bomba em uma rodovia hoje atingiu uma patrulha conjunta da polícia e do exército quando o grupo parou em um local para beber água na cidade de al-Baghdadi, segundo o administrador local, Hikmat Jubeir. O incidente matou um soldado e um policial e deixou outro soldado ferido. Al-Baghdadi fica na província de Anbar, que já foi uma fortaleza da insurgência sunita.

Em Bagdá, um homem em um carro em alta velocidade matou um clérigo xiita quando ele deixava um escritório do Ministério da Eletricidade, informou a polícia. O motivo do crime ainda não ficou claro. Horas mais cedo, uma bomba havia explodido perto de cafés e lojas de sorvete no bairro de Jamiaa, matando dois civis e ferindo outras 13 pessoas.

O Iraque tem visto uma queda na violência desde 2008, mas ataques esporádicos ainda ocorrem em todo o país. Com a redução da violência, os iraquianos começaram a sair mais à noite, especialmente durante o atual mês do Ramadã, quando os muçulmanos fazem jejum desde o amanhecer até o pôr do sol. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquesIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.