Até Bush já tem dúvidas sobre armas do Iraque

O presidente George W. Bush disse ter "grande confiança" nos serviços de inteligência, apesar da descoberta de que o Iraque não dispunha de armas de destruição em massa, a principal justificativa apresentada por sua administração para lançar a guerra. Bush afirmou não lamentar ter ido à guerra contra o Iraque, mas não disse - como sempre fez - que armas de destruição em massa serão encontradas no país. "Não tenho dúvida de que Saddam Hussein era uma ameaça crescente à América e a outros. É isto que sabemos". "Sabemos que ele era um homem perigoso numa parte perigosa do mundo", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.