Atentado a bomba mata diretor do Ministério de Eletricidade sírio

Outras duas pessoas ficaram feridas no ataque, segundo a oposição

Agência Estado

24 de abril de 2013 | 08h13

Um funcionário do Ministério de Eletricidade da Síria foi morto nesta quarta-feira quando uma bomba colocada em seu carro explodiu, informou a agência estatal de notícias Sana. "Como parte da campanha de assassinatos...terroristas feriram com fatalidade, na manhã desta quarta-feira, Mohamed Abdel Wahab Hassan, diretor de planejamento do Ministério de Eletricidade, com um artefato explosivo colocado em seu carro, informou a Sana.

O ataque aconteceu no bairro de Baramke, região central de Damasco, informou a agência, acrescentando que ele foi "declarado morto ao chegar ao hospital".  O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo sediado em Londres, confirmou a morte do diretor e disse que outras duas pessoas que estavam no carro ficaram feridas.

Nas últimas semanas, graduados funcionários do governo sírio têm sido atacados por homens com armas com silenciadores ou bombas.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise na SíriaSiria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.