Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atentado a casa de ex-ministro paquistanês deixa 12 mortos

A explosão aconteceu enquanto o ministro recebia amigos por ocasião da festa islâmica do Sacrifício

EFE

21 de dezembro de 2007 | 05h31

Pelo menos 12 pessoas morreram e dezenas foram feridas na manhã desta sexta-feira num atentado suicida perto da casa do ex-ministro do Interior paquistanês Aftab Khan Sherpao, que escapou ileso. A explosão aconteceu enquanto o ministro recebia amigos por ocasião da festa islâmica do Sacrifício. Ele estava no seu sítio, em Charsadda, na província da Fronteira Noroeste. "Estava rezando com meu filho e meus sobrinhos", declarou Sherpao, cujo filho foi ferido. O ex-ministro do Interior estava no primeiro andar de uma mesquita que fica na sua propriedade. Hoje, cerca de mil devotos foram rezar no local, onde, segundo a Polícia, aconteceu a explosão. As forças de segurança estão investigando o atentado, informou ao canal de televisão "Dawn" o comissário de Polícia S. Virk. No dia 14 de dezembro foi revelado um relatório da Célula Nacional de Gestão de Crise que alertava para o perigo de atentados terroristas contra os líderes do país. Sherpao já havia sido levemente ferido num atentado suicida em 28 de abril, durante um ato público em Charsadda. O ataque causou a morte de 29 pessoas, entre elas vários membros de sua equipe de segurança. O político foi ministro d Interior do Paquistão até novembro, quando o presidente Pervez Musharraf nomeou um novo Governo interino até as eleições legislativas, previstas para 8 de janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
ex-ministro paquistanês, atentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.