Reprodução/Express News/AP
Reprodução/Express News/AP

Atentado a casa de ministro mata 20 e fere 50 no Paquistão

Autoridades paquistanesas têm lançado ofensiva contra militantes islâmicos que atuam em áreas tribais do país

estadao.com.br,

15 de dezembro de 2009 | 09h17

Um atentado deixou ao menos 20 mortos e 50 feridos no interior do Paquistão nesta terça-feira, 15. O alvo do ataque foi a casa de um ministro regional na cidade de Dera Ghazi Kan, no interior do Paquistão

Veja também:

mais imagens Veja imagens dos atentados

link Dois atentados deixam 13 mortos e 50 feridos no Afeganistão

linkCarros-bomba matam 4 e ferem 15 em Bagdá, diz polícia

"Há ao menos 20 mortos e 50 feridos", disse Mubarak Ali, chefe da Polícia local. De acordo com fontes médicas, o número de mortos é de 22.

"Foi perto de um mercado. Várias lojas ficaram destruídas", disse Tariq Gurmani, uma testemunha do ataque.

 

As autoridades paquistanesas fazem uma ofensiva contra militantes islâmicos que atuam em áreas tribais do país, mas extremistas têm lançado ataques bem sucedidos contra forças de segurança e do governo.

Os EUA consideram o Paquistão um país crítico para o sucesso na guerra no Afeganistão. O governo civil do presidente Asif Ali Zardari, no entanto, ainda não conseguiu lançar uma estratégia eficaz contra os insurgentes.

Na semana passada, atiradores mataram ao menos 40 pessoas em um ataque a uma mesquita situada em uma área militar.

Com informações da Associated Press e da Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.