Atentado a embaixada jordaniana em Bagdá mata sete

Pelo menos sete pessoas morreram e outras 28 ficaram feridas, na manhã desta quinta-feira, na explosão em frente à embaixada da Jordânia em Bagdá, no Iraque. As primeiras informações mostram que a explosão foi causada por um carro-bomba estacionado em frente ao prédio da embaixada. Vários veículos ficaram destruídos e casas vizinhas também foram atingidas. Duas pessoas morreram carbonizadas dentro do carro.Após o atentado, dezenas de iraquianos entraram na embaixada e destruíram fotos do rei Abdullah II, da Jordânia, e de seu pai, o rei Hussein. A Jordânia apoiou os Estados Unidos na ofensiva contra o Iraque. Na semana passada, duas filhas do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein obtiveram asilo humanitário no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.