Atentado com carro-bomba mata 14 na Somália

Um ataque com carro-bomba suicida matou hoje 14 pessoas perto da base pacifista União Africana, em Mogadiscio, capital da Somália. A explosão ocorreu dias antes do planejado acordo de entendimento entre soldados ugandenses e burundineses para reforçar o atual contingente de paz. De acordo com o prefeito de Mogadiscio, Osman Ali, um dos mortos é um policial e outros todos civis. Outras quatorze pessoas ficaram feridas. Três dos mortos eram mulheres. A maior parte do sul e centro da Somália é dominada por insurgentes islâmicos e as forças de paz e do governo são frequentemente atacadas na capital do país. O prefeito Ali disse que ainda não está claro quem está por trás do ataque. "A polícia suspeitou do carro que estava sendo conduzindo em alta velocidade e abriu fogo. O suicida então explodiu o veículo", informou Ali.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.