Atentado com carro-bomba mata pelo menos 32 durante funeral em Bagdá

Um ataque suicida em um funeral deixou pelo menos 32 mortos ontem em Bagdá. A explosão de um carro-bomba ocorreu perto de uma loja na região de Zafaraniyah, predominantemente sunita, deixando mais de 60 feridos. Muitos dos mortos são policiais que cuidavam da segurança do funeral.

O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2012 | 03h03

Salam Hussein, de 42 anos, observava a marcha fúnebre quando uma explosão quebrou o vidro da janela de seu armazém, ferindo um funcionário. "Foi muito forte. Pedaços de corpo e poças de sangue estavam por todas parte", afirmou. Pelo menos 200 mortes foram registradas desde o início do ano no Iraque, fazendo crescer as preocupações sobre o futuro do país após a retirada dos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.