Atentado com motocicleta-bomba contra comboio policial mata 11 e fere 26

Onze pessoas morreram e 26 ficaram feridas ontem no leste da Nigéria, quando um suicidada detonou os explosivos que levava em uma moto durante a passagem de um comboio de um oficial da polícia em Jalingo, capital do Estado de Taraba. O comissário de polícia Mamman Sule escapou ileso do ataque, mas a explosão destruiu os vidros de seu veículo e causou grandes danos às construções próximas. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado, que ocorreu um dia após um ataque a tiros e bombas contra uma cerimônia cristã que era realizada dentro de uma universidade na cidade de Kano, norte do país. O ataque, que deixou 18 mortos, foi atribuído ao grupo radical islâmico Boko Haram.

O Estado de S.Paulo

01 Maio 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.