Atentado contra militares mata pelo menos 19 no Paquistão

Suicida ataca comboio de policiais é realizado em região onde Exército instalou mais 2.500 soldados

Associated Press,

25 de outubro de 2007 | 10h06

Um homem-bomba atacou um comboio militar no noroeste do Paquistão nesta quinta-feira, 25. O ataque matou pelo 19 sete pessoas e ferindo outras 29, algumas gravemente.   Segundo uma fonte da Polícia, o suicida detonou sua carga explosiva perto de um caminhão com munição onde viajavam forças de segurança paquistanesas.   O responsável do ataque é um militante do grupo islâmico TTehreek-e-Nafaz-e-Shariat-e-Mohammadi (TNSM), cujo dirigente, o clérigo Fazlullah, advertiu nesta quarta-feira ao Exército sobre seu desdobramento na zona, segundo a mesma fonte.   A explosão aconteceu em uma estrada na cidade de Mingora, a maior cidade do distrito de Swat, onde autoridades enviaram nesta semana mais de 2.500 soldados para combater paramilitares islâmicos.  

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.