Atentado contra ministro mata 13 em Bagdá

Um carro-bomba que tinha como alvo um ministro iraquiano matou pelo menos 13 pessoas e feriu mais de 20 na manhã hoje em Bagdá, afirmaram funcionários locais. O político, o ministro do Trabalho e Assuntos Sociais, Mahmoud Mohammed al-Radhi, escapou ileso. O atentado demonstrou mais uma vez os desafios ainda a enfrentar pelos iraquianos, apesar da forte queda na violência ao longo do último ano. Os militantes freqüentemente planejam ataques contra funcionários do governo. Um xiita, Al-Radhi escapou ileso segundo seu porta-voz, porém três de seus guarda-costas foram mortos. Além deles, pelo menos 10 civis morreram e 21 pessoas ficaram feridas, de acordo com policiais e funcionários do setor de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.