Atentado contra oleoduto contamina rio na Colômbia

O derramamento de cerca de 7.000 barris de petróleo causado por um suposto atentado guerrilheiro contra um importante oleoduto na Colômbia provocou a contaminação do Rio Cimitarra, na região do povoado de Guamalito, 425 quilômetros ao noroeste de Bogotá. O oleoduto Caño Limón-Coveñas, que transporta diariamente mais de 100.000 barris de petróleo, foi dinamitado na última terça-feira."O petróleo flui pelo Rio Cimitarra, que abastece com água a região", disse, à Rádio Caracol, Giovany Lozano, líder do povoado de 4.500 habitantes. "Estamos sem água, várias plantações foram destruídas e houve um grande prejuízo para os agricultores", afirmou.Apenas neste ano, mais de 10 ataques com explosivos foram perpetrados contra o Caño Limón-Coveñas, que transporta petróleo para a exportação e consumo interno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.