Atentado contra ônibus mata oito no Paquistão

Mais de 40 pessoas ficaram feridas; polícia afirma que ataque foi obra de um suicida

Efe,

01 de novembro de 2007 | 03h26

Pelo menos oito pessoas morreram nesta quinta-feira, 1, e mais de 40 ficaram feridas por causa de uma explosão em um ônibus das forças de segurança no leste do Paquistão, informou o canal Geo TV. O oficial da polícia Waseem Ahmed Khan disse à emissora que tudo indica que o ataque foi obra de um suicida. O alvo foi um ônibus que levava membros de uma agência de segurança a um centro de treinamento na área de Sargodha, na região de Punjab, no leste do país. O autor do atentado levou a sua carga em uma motocicleta e detonou os explosivos junto ao ônibus, segundo Ahmed Khan. A explosão atingiu também um ônibus escolar que estava próximo no momento do atentado, disse a Geo TV. Ficaram feridas pelo menos três crianças. Os feridos, entre eles pelo menos 22 com queimaduras graves, foram levados a diversos hospitais, que se declararam em estado de emergência. A área do ataque foi isolada pela polícia e pelo Exército. Há dois dias, outro suicida matou sete pessoas e feriu 15 ao explodir a sua carga num posto policial perto da residência do presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, na cidade de Rawalpindi, perto de Islamabad. O Paquistão vive este ano uma onda de atentados, que deixaram mais de 600 mortos. No dia 18, 140 pessoas morreram e 500 foram feridas em Karachi, onde a principal líder da oposição, a ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, festejava o seu retorno ao país após quase nove anos de exílio.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.