Atentado contra xiitas deixa oito mortos em Bagdá

Bombas deixadas em sacolas plásticas perto de um restaurante, em um mercado numa área xiita na capital do Iraque, mataram hoje pelo menos oito pessoas e deixaram 19 civis feridos, informaram funcionários do país. As sacolas com os explosivos foram deixadas próximas a uma pilha de lixo ao lado da lanchonete e foram detonadas pouco antes das 20 horas locais, quando o mercado estava repleto de pessoas que aproveitavam o começo da noite de verão.

AE-AP, Agencia Estado

16 de agosto de 2009 | 20h31

A violência no Iraque tem sofrido uma escalada após a retirada das tropas norte-americanas das cidades em 30 de junho. A tensão política também cresce após terem sido marcadas eleições nacionais para janeiro do ano que vem. A comunidade islâmica xiita tem sido alvo de vários atentados a bomba nas últimas semanas.

Várias lojas vizinhas à lanchonete foram danificadas, informaram a polícia e funcionários de hospitais. Com medo da violência sectária, o governo iraquiano informou que adiou por prazo indefinido a realização de um censo nacional, após ter sido alertado de que o trabalho poderá aumentar a tensão étnica e política. O censo estava marcado para o dia 24 de outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciaxiitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.