Atentado deixa ao menos dois mortos no sul da Rússia

Um caminhão carregado de bombas explodiu nesta segunda-feira em frente a um edifício da segurança do governo russo em uma região ao sul do país, próxima à fronteira com a Chechênia. Ao menos duas pessoas morreram e outras 25 focaram feridas. A explosão rompeu todos os vidros da sede do Serviço Federal de Segurança na região de Ingushetia, e também arrancou janelas e partes do teto do prédio, que tem três andares. De acordo com a imprensa local, havia 100 pessoas dentro do edifício no momento da explosão. Há divergência sobre o número exato de mortos e feridos. Enquanto o porta-voz do Serviço de Segurança em Moscou afirmava que foram dois mortos e 25 feridos, autoridades locais mencionavam três mortos e 24 feridos. O Serviço Federal de Segurança é o principal sucessor da KGB, o serviço secreto de investigação da ex-União Soviética. Sua mais importante atribuição hoje é lidar com os rebeldes dissidentes chechenos. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.