Atentado deixa dois mortos em Bangladesh; diplomata ferido

Uma bomba explodiu em um santuário islâmico no nordeste de Bangladesh, matando duas pessoas e deixando outras cem feridas. O embaixador da Grã-Bretanha no país asiático ficou ferido, informaram policiais e testemunhas. O alto comissário britânico Anwar Choudhury foi enviado a Daca a bordo de um helicóptero militar depois de ter recebido os primeiros-socorros por ferimentos na perna no Hospital Escola Osmani, em Sylhet. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores de Bangladesh, os ferimentos sofridos pelo diplomata "não são graves". Nenhum grupo ou indivíduo reivindicou a autoria do atentado, que ocorreu durante as orações vespertinas desta sexta-feira no santuário Hazrat Shahjalal, em Sylhet, 192 quilômetros a nordeste da capital bengalesa, revelou uma fonte policial. Até o momento, ninguém foi detido por suspeita de conexão com o ataque. A primeira-ministra de Bangladesh, Khaleda Zia, ordenou a abertura imediata de uma investigação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.