Atentado deixa pelo menos 5 mortos e 18 feridos em Bagdá

Suicida atacou com carro-bomba posto de controle do exército iraquiano

Efe,

09 de julho de 2010 | 07h42

BAGDÁ - Pelo menos cinco pessoas morreram, entre elas três soldados iraquianos, e outras 18 ficaram feridas em atentado suicida com um carro-bomba nesta sexta-feira, 9, no oeste de Bagdá, informam fontes do Ministério do Interior do Iraque.

As fontes explicaram que o suicida detonou o carro-bomba em um posto de controle do exército iraquiano, situado na rua principal do bairro de Al Amereya, no oeste da capital.

Entre os feridos há também dois soldados e, segundo as fontes, alguns dos 18 lesionados estão em situação grave.

O suicida atacou o posto de controle no momento em que vários civis esperavam para ser inspecionados pelos militares.

O atentado acontece em meio a uma nova onda de violência que causou cerca de 50 mortes e deixou aproximadamente 400 feridos no Iraque nos dois últimos dias.

Os últimos ataques tiveram como alvo peregrinos xiitas que se dirigiam ou retornavam do mausoléu de Al Kazemiya, no norte de Bagdá, por ocasião da comemoração do falecimento do imame Moussa al Kazem, no ano 799.

Tudo o que sabemos sobre:
Bagdá, atentado, suicida, exército

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.