Atentado devasta mercado xiita em Bagdá e mata 28

Bombas explodiram ao mesmo tempo em que foguete atingiu o local

AP e Reuters, Bagdá, O Estadao de S.Paulo

07 Julho 2027 | 00h00

Um ataque simultâneo devastou ontem um mercado em um bairro xiita da capital, deixando pelo menos 28 mortos e 95 feridos. A polícia disse que pode haver mais corpos sob os escombros. Explosivos colocados em um caminhão de lixo foram detonados ao mesmo tempo em que um foguete Katyusha atingiu um prédio de três andares no bairro comercial de Karrada. Vários prédios e veículos pegaram fogo após a explosão no mercado, que estava lotado.O general Qassim al-Moussawi, porta-voz do Exército, culpou extremistas sunitas pelo atentado. O comerciante Firas Rahim, que sobreviveu às explosões, contou que os bombeiros estavam tentando resgatar as pessoas presas em prédios em chamas. "Os terroristas estão por trás desse ataque. Eles estão irritados porque ontem (quarta-feira) as pessoas estavam celebrando", disse, em referência à comemoração após a seleção iraquiana de futebol passar para a final da Copa da Ásia. Ataques durante os festejos mataram mais de 50 pessoas na capital.Em Washington, o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, informou que o Pentágono está desenvolvendo planos de contingência para a retirada gradual das tropas americanas no Iraque. Ele qualificou esse projeto como "prioritário". O presidente George W. Bush exortou o Congresso a aprovar as despesas militares para o Iraque antes de recesso de agosto. "Em tempos de guerra, uma lei sobre os gastos deve ter prioridade sobre o restante", disse Bush.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.