Ihsanullah Majroh/AP
Ihsanullah Majroh/AP

Atentado diante de escola mata 10 crianças e dois soldados no Afeganistão

Fontes oficiais disseram que um suicida detonou explosivos quando um carro da Otan passava

O Estado de S. Paulo,

03 Junho 2013 | 12h22

CABUL - Pelo menos 10 crianças, dois soldados da Otan e um policial morreram nesta segunda-feira, 3, em um ataque suicida em frente a um colégio na província de Paktia. Fontes oficiais disseram à agência Efe que 16 civis ficaram feridos.

"Um suicida que circulava em uma motocicleta detonou os explosivos ao meio-dia no distrito de Samkanai durante a passagem de um veículo da Otan", disse o chefe de Polícia de Paktika, Zalmai Oriyakhel. "Nesse momento um grupo de crianças saía de um ônibus", explicou a fonte.

Um porta-voz da missão da Otan no Afeganistão (Isaf), Daniel Wallace, informou que dois soldados da organização internacional morreram, mas, como de costume, não tenha revelou mais detalhes nem a nacionalidade dos mortos. Neste ano, sem contar os militares mortos hoje, 71 soldados da Isaf morreram, de acordo com o site independente icasualties.org.

Os atentados suicidas são os métodos mais recorrentes dos talebans para combater as forças afegãs e internacionais, mas resultam em um alto número de vítimas civis. Segundo relatório da ONU publicado em fevereiro, a guerra no Afeganistão deixou, em 2012, 2.759 civis mortos e 4.805 feridos. / EFE

 
Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoONUatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.