Atentado duplo mata 32 ao norte de Bagdá

Atentado duplo mata 32 ao norte de Bagdá

Pelo menos 32 pessoas morreram e 68 ficaram feridas ontem depois que duas explosões coordenadas atingiram um mercado popular em Khalis, cidade ao norte de Bagdá. Atribuídas a militantes islâmicos sunitas e a partidários do ex-ditador Saddam Hussein, as ações ocorreram no dia em que foi divulgado o resultado das eleições que decidirão o novo governo do Iraque.

AP, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2010 | 00h00

Nos atentados teriam sido usados um carro-bomba e um artefato explosivo colocado na beira de uma estrada (IED, na sigla em inglês). Segundo fontes policiais, várias mulheres e crianças estão entre os mortos.

Pelo menos seis lojas teriam sido arrasadas nas explosões. Os alvos, afirmam as autoridades, seriam um restaurante lotado e um café. O atentado ocorreu às 18 horas (horário local), quando uma multidão transitava pelas ruas de Khalis.

Xiitas têm sido o alvo preferencial de militantes que buscam reacender a violência sectária no Iraque. A eleição do dia 3 foi marcada pela emergência de novas forças políticas laicas - como a de Iyad Allawy, que teria conquistado o maior número de cadeiras no Parlamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.