Khalid Tanveer/AP
Khalid Tanveer/AP

Atentado em área militar mata ao menos 12 no Paquistão

Ataque acontece um dia após explosão que deixou 49 mortos em Lahore; ataque dos EUA mata três

Efe,

08 de dezembro de 2009 | 08h43

Pelo menos 12 pessoas morreram e 14 ficaram feridas em uma explosão em uma área militar em Multan, no leste do Paquistão nesta terça-feira, 8.

 O ataque ocorreu por volta das 12h10 locais (5h10 de Brasília) em frente a um posto de controle do bairro de Qasim Bela, onde ficam diversos edifícios do Exército e dos serviços secretos paquistaneses, segundo uma fonte policial.

Segundo serviços de resgate citados pela imprensa paquistanesa, o número de mortos é de 12 pessoas, quatro delas membros das forças de segurança.

A explosão afetou gravemente as fachadas de dezenas de imóveis e destruiu totalmente a estrutura de alguns edifícios. Os feridos foram levados para um hospital próximo. Militares e policiais isolaram a zona. Ontem, um atentado em um mercado de Lahore matou pelo menos 49 pessoas.

Ataque dos EUA

No Waziristão do Norte, área tribal controlada por militantes do Taleban, um ataque aéreo não-tripulado organizado pela Força Aérea Americana deixou pelo menos três mortos e três feridos.

O ataque ocorreu na manhã de hoje no povoado de Aspalga, a apenas sete quilômetros da principal cidade da área, Miranshah. As ações dos aviões-espiões americanos são frequentes na região.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoatentadoTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.